Indústria de extração resposável por 50% das emissões do planeta

Se mudanças climáticas fossem representadas por um super-vilão, provavelmente seria a indústria de extração.

Um novo estudo realizado pelas Nações Unidas acaba de revelar um fato que não é muito surpreendente, porém extremamente alarmante. A indústria de extração é responsável por metade das emissões de carbono do planeta, além de ser responsável pela perda de 80% da biodiversidade mundial.

Isso provém de um relatório extenso que analisou agricultura e mineração. A ONU reconhece que a indústria é essencial para geração de comida, combustível e minérios, ao mesmo tempo o impacto ambiental está gerando um nível de estresse no clima e na biodiversidade bem maior do que era previamente pensado.

Recursos estão sendo extraídos do planeta 3 vezes mais rápido quando comparado com os níveis em 1970, mesmo que nesse mesmo período de tempo, a população mundial tenha somente dobrado.

O estudo, denominado “Global Resources Outlook”  foi divulgado durante a quarta Assembleia Geral do Programa das Nações Unidas (PNEUMA), que está acontecendo em Nairóbi, Etiópia. O estudo aponta que o consumo anual do planeta pode ser contabilizado em 92 bilhões de toneladas de materiais. Esse dado possui uma taxa de aumento de 3,2% ao ano.

Os materiais consumidos incluem: biomassa, metais, minerais e combustíveis fósseis, cuja extração anual (carvão, óleo e gás) aumentou de 6 bilhões de toneladas para 15 bilhões, desde 1970. Extração de metais tem uma taxa de aumento anual de 2,7%, enquanto alguns minerais (como os utilizados para fazer concreto) cresceram em quase 5 vezes, atualmente contabilizando 44 bilhões de toneladas. A biomassa não fica de fora, com um aumento observado de quase três vezes totalizando 24 bilhões de toneladas.

Até os anos 2000, a indústria era um enorme ativo econômico, potencializando a economia global. Entretanto, hoje em dia o retorno de investimento vem caindo, uma vez que a extração vem se tornando cada vez mais cara e o impacto ambiental, por mais fácil que seja de ignorar, é inegável.

 

Matéria original: https://www.theguardian.com/environment/2019/mar/12/resource-extraction-carbon-emissions-biodiversity-loss If climate change was a super-villain, it would probably be the extraction industry.

A new study by the United Nations has just revealed a fact that is not very surprising, but extremely alarming. The extraction industry is responsible for half of the planet’s carbon emissions, as well as being responsible for the loss of 80% of the world’s biodiversity.

This comes from an extensive report that looked at agriculture and mining. The UN recognizes that industry is essential for the generation of food, fuel and minerals while at the same time the environmental impact is generating a much higher level of stress on climate and biodiversity than previously thought.

Resources are being extracted from the planet 3 times faster when compared to levels in 1970, even though in that same time period, the world population has only doubled.

The study, entitled “Global Resources Outlook”, was released at the fourth UN General Assembly (UNEP) in Nairobi, Ethiopia. The study points out that the planet’s annual consumption can be accounted for at 92 billion tons of materials. This figure has an increase rate of 3.2% per year.

Materials consumed include: biomass, metals, minerals and fossil fuels, whose annual extraction (coal, oil and gas) has increased from 6 billion tons to 15 billion tons since 1970. Extraction of metals has an annual increase rate of 2.7 %, while some minerals (such as those used to make concrete) grew by almost 5 times, currently accounting for 44 billion tons. The biomass is not left out, with an observed increase of almost three times totaling 24 billion tons.

Until the 2000s, industry was a huge economic asset, boosting the global economy. However, nowadays the return on investment is falling, since the extraction is becoming increasingly expensive and the environmental impact, however easy it may be to ignore, is undeniable.

 

Original article: https://www.theguardian.com/environment/2019/mar/12/resource-extraction-carbon-emissions-biodiversity-loss

Voltar para o blog

Assine a nossa newsletter

Somos pioneiros em Gestão Climática e geração de créditos de carbono com impacto positivo.