O que são Nature Climate Solutions e como aplicar as soluções da natureza para mitigação das mudanças climáticas

De acordo com a The Nature Conservancy:

As Soluções Climáticas Naturais ou Nature Climate Solutions são ações de conservação, restauração e melhoria de práticas de gerenciamento de usos da terra capazes de aumentar o estoque de carbono ou evitar a emissão de gases de efeito estufa em paisagens e pântanos ao redor do globo. Combinadas com inovações em energia limpa e outros esforços para descarbonizar as economias mundiais, as soluções climáticas naturais oferecem algumas das melhores opções em resposta às mudanças climáticas.

Isso significa que o mercado e a ciência têm despertado para o caminho pelo qual a própria natureza pode nos conduzir para frear os efeitos das mudanças climáticas. De fato, sabemos que as florestas e os solos combinados armazenam quase três vezes mais carbono do que a atmosfera. Uma boa gestão dessas áreas, a partir de novas tecnologias, inteligência artificial, modelagem biogeoquímica, dentre outras estratégias, poderia armazenar muito mais e emitir muito menos carbono.

Um estudo de 2017 realizado pelo Instituto Escolhas, em parceria com a Universidade de São Paulo e o Imaflora mostrou, inclusive, que se o Brasil conservasse seus solos a ponto de atingir o desmatamento zero até 2030, isso representaria uma injeção de cerca de US$ 15 bilhões à nossa economia, com repercussões em benefícios sociais como melhoria da segurança hídrica, alimentar e regeneração rural.

A organização The Nature Conservancy, em publicação realizada no PNAS, estima que as soluções climáticas naturais têm o potencial de reduzir as emissões de CO2 em 11,3 bilhões de toneladas por ano.

 

Exemplos de Soluções Climáticas Naturais ou Nature Climate Solutions

Proteção das florestas

 Florestas intactas, sejam elas tropicais, setentrionais, savanas ou ecossistemas costeiros, armazenam uma enorme quantidade de carbono acumulado durante os séculos. A perturbação dessas áreas promove a liberação de carbono contribuindo com a aceleração das mudanças climáticas e ainda com o desequilíbrio dos ecossistemas hídricos e da biodiversidade.

Uma floresta quando manejada de forma sustentável pode não só estocar carbono como ser um importante ativo para geração de emprego e renda para comunidades locais.

Nesse sentido, vale a pena conhecer o projeto Agrocortex, desenvolvido em estreita colaboração com a Sustainable Carbon. O manejo sustentável da Floresta Amazônica permite a colheita de madeira e a preservação da floresta em pé em um exemplo de sucesso de Nature Climate Solutions, vencedor, inclusive, do 11º EF Voluntary Carbon Market Rankings. 

Reflorestamento 

Dentre todas as invenções que o homem pode criar, ainda é da natureza que provém a melhor tecnologia para capturar e armazenar carbono: as árvores. No entanto, os níveis de desmatamento continuam a subir, aqui e lá fora. 

Conforme o Nature4Climate, mais de 200 milhões de hectares de terra desmatada são elegíveis para o reflorestamento. Caso esse feito fosse alcançado, cerca de 3 gigatoneladas de dióxido de carbono seriam sequestrados da atmosfera, o que seria o mesmo que retirar as emissões provenientes de 642 milhões de veículos de passeio por ano!

Ou seja, a natureza nos ensina que plantar mais árvores e reflorestar biomas degradados causaria um efeito gigantesco na reversão dos efeitos das mudanças climáticas.

Reforma agrícola

Produção de carne bovina, commodities dentre outros produtos do agronegócio, como sabemos, causam efeitos catastróficos na saúde do solo e nas taxas de desmatamento. E, infelizmente, o Cerrado brasileiro é um dos maiores exemplos mundiais.

Por isso, a reforma do setor agrícola é urgente e essencial para reduzir as emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa liberadas por essas atividades.

Nesse sentido, não faltam novas tecnologias para apoiar a transição do agronegócio para uma economia de baixo carbono. Novos processos e tecnologias já são eficientes no planejamento e análise do solo, em técnicas de irrigação e até mesmo na criação de proteínas alternativas à carne. Neste artigo, falamos sobre como o agronegócio pode liderar o desenvolvimento sustentável.

Como a minha empresa pode contribuir com as Soluções Climáticas Naturais?

Agora que você já conhece todo o potencial das Soluções Climáticas Naturais e sua potente contribuição para a mitigação das mudanças climáticas, que tal conhecer um jeito de contribuir para o seu crescimento e efetividade?

O Brasil, de fato, é um dos maiores desenvolvedores de projetos de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD) que geram créditos de carbono para a compensação corporativa ao manter florestas em pé. Ou seja, são exemplos bem sucedidos de projetos que conservam os solos e sua potente capacidade de estocar carbono ao mesmo tempo, em que geram benefícios econômicos e também sociais.

A Sustainable Carbon é uma das protagonistas no Brasil na geração de créditos de carbono através de projetos REDD+.

 

 

Voltar para o blog

Assine a nossa newsletter

Somos pioneiros em Gestão Climática e geração de créditos de carbono com impacto positivo.