O que são créditos de carbono? Veja por que os viajantes estão comprando

Quando a ativista climática Greta Thunberg, de 16 anos, cruzou o Oceano Atlântico a bordo de um veleiro não poluente, sua intenção foi abordar a questão das milhões de toneladas de dióxido de carbono anualmente emitidas na atmosfera decorrentes de viagens aéreas. Uma viagem de avião de cerca de 10 horas nesta temporada de férias pode gerar até uma tonelada métrica, ou 907 quilogramas, de carbono a mais na atmosfera.

Se você se sente culpado em relação a essas emissões de carbono que contribuem para o aquecimento global, talvez fique tentado a comprar créditos de carbono. Desde o ano passado, aumentaram as pesquisas no Google por “créditos de carbono”, e os negociantes afirmam que suas vendas estão em alta.

A mercantilização das reduções de emissões não é uma abordagem isenta de críticas. Alguns afirmam que as ações individuais tiram o foco das melhorias mais impactantes que acontecem quando a indústria é regulamentada.

Atualmente, os países signatários do Acordo de Paris sobre o Clima estão negociando a regulamentação de um mercado internacional de carbono para compra e venda de créditos, embora especialistas afirmem que essas regras afetariam apenas os emissores em larga escala e não as pessoas que compram créditos de baixo custo.

 

Para saber mais sobre créditos de carbono, leia a matéria na íntegra AQUI ou entre em contato conosco e comece sua compensação! When 16-year-old climate activist Greta Thunberg crossed the Atlantic Ocean aboard a non-polluting sailboat, her intention was to address the issue of the millions of tons of carbon dioxide annually emitted into the atmosphere from air travel. A plane trip of about 10 hours this holiday season can generate up to one metric ton, or 907 kilograms, of extra carbon in the atmosphere.

If you feel guilty about those carbon emissions that contribute to global warming, you might be tempted to buy carbon credits. Since last year, Google searches have increased for “carbon credits,” and dealers say their sales are up.

The commercialization of emission reductions is not an uncritical approach. Some claim that individual actions take the focus off the most impactful improvements that happen when the industry is regulated.

Currently, the signatory countries to the Paris Climate Agreement are negotiating to regulate an international carbon market for buying and selling credits, although experts say these rules would only affect large-scale issuers, not people who buy low cost credits.

To learn more about carbon credits, read the full article HERE or contact us and start your compensation!

Voltar para o blog

Assine a nossa newsletter

Somos pioneiros em Gestão Climática e geração de créditos de carbono com impacto positivo.