Ilha de Fernando de Noronha enfrenta problemas com poluição

O meio-ambiente brasileiro acaba de encontrar uma nova ameaça: turistas.

Fernando de Noronha pode ser considerada um paraíso na Terra. Um recente aumento estrondoso de turismo na ilha pode fazer com que essa frase deixe de ser verdade.

Desde 1992 o número anual de turistas na ilha saltou de pouco mais que 10 mil para quase 105 mil, em porcentagem o crescimento equivale a 927%. O Instituto Chico Mendes chegou a estabelecer um limite da quantidade de turistas anuais. Em 2018 esse número foi ultrapassado em 15%.

O problema? Poluição generalizada. A lista de problemas ambientais que a região enfrenta atualmente inclui: o aumento do volume de esgoto não tratado, crescimento de resíduos sólidos, sobrecarga dos sistemas de abastecimento de água, energia e transporte público e também um aumento na ocupação do solo e do número de veículos e embarcações na ilha.

Tudo isso, de acordo com Silvia Zanirato (uma profissional de pesquisa da Universidade de São Paulo, proporciona um aumento significativo do risco à fauna e marinha local.

O turismo também introduziu inúmeras espécies exóticas na ilha, levando à diminuição da flora e fauna nativa.

A ilha recentemente estava completamente focada em um campeonato mundial de surfe que ocorreu na região e, obviamente, com o influxo de pessoas gerado pelo Carnaval.

Leia a matéria original: https://www.oeco.org.br/reportagens/turismo-descontrolado-ameaca-ambiente-de-fernando-de-noronha/ The Brazilian environment has just found a new threat: tourists.

Fernando de Noronha can be considered a paradise on Earth. A recent boom in tourism on the island may make that statement no longer true.

Since 1992 the annual number of tourists in the island has jumped from little more than 10 thousand to almost 105 thousand, in percentage the growth amounts to 927%. The Chico Mendes Institute has established a limit on the number of annual tourists. By 2018 this number was exceeded by 15%.

The problem? Generalized pollution. The list of environmental problems currently facing the region includes: increased untreated sewage volume, solid waste growth, water supply, energy and public transport systems overload, as well as increased land use and vehicles and boats on the island.

All this, according to Silvia Zanirato (a research professional from the University of São Paulo), provides a significant increase in the risk to the local fauna and marine.

Tourism has also introduced numerous exotic species on the island, leading to declining native flora and fauna.

The island was recently completely focused on a world surfing championship that occurred in the region and obviously with the influx of people generated by the Carnival.

Read the original article: https://www.oeco.org.br/reportagens/turismo-descontrolado-ameaca-en-niente-de-fernando-de-noronha/

Voltar para o blog

Assine a nossa newsletter

Somos pioneiros em Gestão Climática e geração de créditos de carbono com impacto positivo.